Resenha O Apanhador no Campo de Centeio

livros polêmicos

Autor: J.D.Salinger
Editora: Editora do autor
Páginas:208
Ano:1951

Sinopse: "Fico imaginado uma porção de garotinhos brincando de alguma coisa num baita campo de centeio.Milhares de garotinhos e ninguém por perto;quer dizer ninguém grande,a não ser eu.E eu fico na beirada de um precipício maluco.Sabe o que eu tenho que fazer?Tenho que agarrar todo mundo que vai cair no abismo.Quer dizer se um deles começar a correr sem olhar pra onde está indo,eu tenho que aparecer de algum canto e agarrar o garoto.Só isso que eu vou fazer o dia todo.Ia ser só o apanhador no campo de centeio.Sei que é maluquice,mas é a única coisa que eu queria fazer..."
Minha opinião sobre o livro: 

Bom primeiramente eu devo dizer que a primeira vez que eu li esse livro não entendi nada,é isso aí não compreendi o que o autor queria passar.No entanto eu acho que cada livro que nós lemos é melhor lido em uma determinada época ou situação de vida.

O Apanhador no Campo de Centeio  foi um livro certo pra mim,mas apenas na segunda vez que eu o li.
Houlden é um personagem claramente perturbado,ele crítica duramente e com um pouco de imaturidade a sociedade que o cerca.
"Estou sempre dizendo:"Muito prazer em conhece-lo" pra alguém que eu não tenho nenhum prazer em conhecer.Mas a gente tem que fazer essas coisas pra seguir vivendo".

Em certas partes do livros eu acho a linguagem e o jeito de pensar do Holden um pouco cansativas e caóticas ,mas justamente por isso que eu acho que o livro não deixa de ser autêntico,,tem muitas resenhas que dizem que o Holden representou uma geração inteira,mas na minha o opinião ele representou apenas os "desajustados" dessa geração,pois não era um adolescente saudável.
" – E a vida é um jogo,meu filho.A vida é um jogo que tem se disputar de acordo com as regras.
  – Sim senhor,sei que é.Eu sei.
   Jogo uma ova.Bom jogo esse.Se a gente está do lado dos bacanas aí sim,é um jogo concordo plenamente.Mas se a gente está do outro lado,onde não tem nenhum cobrão então que jogo é esse?".

Como,Holden considera que tudo seja hipocrisia no "mundo dos adultos",as únicas pessoas que ele consegue amar realmente é o Allie,seu irmãozinho que morreu de leucemia,e a Phoebe a irmã caçula dele,ele acha que apenas na infância é que somos verdadeiros,por isso a metáfora do apanhador no campo de centeio,que na verdade seria a pessoa que salvaria a inocência das crianças impedindo-as  de caírem no abismo de falsidade que é a vida adulta para Holden.

"As pessoas estão sempre pensando que alguma coisa é totalmente verdadeira.Eu nem ligo,mas tem horas que fico chateado quando alguém vem me dizer para me comportar como um rapaz da minha idade.Outras vezes me comporto como se fosse bem mais velho,no duro,mas ninguém repara.Ninguém nunca repara em alguma coisa".

Eu na verdade acho que o Holden é um personagem complexo mas na verdade muito fácil de se entender pra quem já teve alguns pensamentos que ele tem.Eu recomendo esse livro pra reflexão,não acho que é um livro extraordinário,mas considero válido ler ele.

"É engraçado,basta a gente dizer uma coisa que ninguém entende para que façam praticamente tudo que a gente quer".

E você já leu esse livro,ou quer ler?Diz aí nos comentários que vou ficar muito feliz com sua visita.

Um grande beijo,até a próxima!

0 comentários:

Postar um comentário

Diga o que achou,que eu agradeço desde já pelo comentário e pela visita!

My Instagram